Manual de exames
Nome: ACETILCOLINA - Anticorpo anti-receptor de Acetilcolina
Material: soro
Sinônimo:
Volume: 3.0 mL
Método: Radioimunoensaio
Coleta: Coletar sangue, separar o soro. Se o exame não for realizado no mesmo dia, congelar a amostra.
Interpretação: Uso: confirmação diagnóstica de Miastenia Gravis, monitoramento do tratamento com drogas imunossupressivas. A Miastenia Gravis é uma patologia degenerativa neuromuscular, ocorrendo em todas as idades, às vezes associada a timoma, lupus ou artrite reumatóide, entre outros. Sua sintomatologia está associada ao dano autoimune contra receptores de acetilcolina pós-sinápticos. Estes anticorpos estão primariamente associados à redução do número de receptores de acetilcolina viáveis, embora também possa se determinar atividade imune celular contra os mesmos. Não há correlação entre condição clínica e títulos de anticorpos contra receptores de acetilcolina. Os anticorpos estão presentes em 87% dos pacientes com MG generalizada, 63% com a doença em sua forma ocular, e 58% dos pacientes com MG em remissão. Interferentes: hemólise, lipemia, uso recente de radiocontrastantes, amostra plasmática, azatioprina, corticosteróides, clorambucil, corticotropina, ciclofosfamida, ciclosporina, mercaptopurina, timectomia prévia, terapia imunossupressiva, plasmaferese, hemodiálise, esclerose amiotrófica lateral.
Referência: Normais : até 0,15 nmol/L Outras doenças autoimunes : até 0,25 nmol/L Indeterminados : 0,25 a 0,40 nmol/L Miastenia Gravis : 0,40 a 1500,00 nmol/L