Manual de exames
Nome: ÁCIDOS GRAXOS LIVRES
Material: soro
Sinônimo:
Volume: 5.0 mL
Método: Espectrofotometria Cinética
Coleta: Jejum de 12 horas, não ingerir bebidas alcoolicas, coletar o sangue, separar o soro e refrigerar.
Interpretação: Uso: avaliação do perfil lipídico do paciente. Os ácidos graxos são os principais constituintes dos triglicérides e fosfolípides. Podem ser de cadeia curta, média ou longa, e geralmente são compostos de cadeias carbônicas em série e com números pares de carbono. Dependendo do número de ligações duplas, podem ser divididos em saturados (sem duplas ligações), monoinsaturados e poliinsaturados. Acredita-se que dietas mais ricas em poliinsaturados são mais saudáveis e menos associadas a hiperlipidemias. Qualquer distúrbio causador de liberação excessiva de hormônios lipoativos (adrenalina, noradrenalina, ACTH, tirotropina, HGH e glucagon, por exemplo) pode induzir mudanças nos níveis séricos de ácidos graxos livres. A deficiência insulínica que ocorre nos diabéticos, jejum prolongado e outras condições cetóticas também pode estar associada ao aumento dos ácidos graxos no plasma. A presença de altas concentrações de ácido ascórbico na amostra pode interferir negativamente na metodologia empregada.
Referência: Valor de Referência: - Em Jejum.....: 0,10 a 0.65 mmol/L - Pós Prandial.: < 0.32 mmol/L