Manual de exames
Nome: BLASTOMICOSE - Pesquisa
Material: escarro
Sinônimo: Paracoccidioidomicose
Volume: Variável
Método: A fresco e corado pelo GRAM ou MGG
Coleta: Coletar escarro ou lavado Brônquico
Interpretação: Uso: diagnóstico de processos infecciosos por Blastomyces dermatitis e Paracoccidioides brasiliensis (blastomicose sul-americana). Os fungos dimórficos (leveduras a >35oC e filamentos a temperatura ambiente) são espécies patogênicas e potencialmente virulentas, que se instalam em indivíduos com fatores positivos à sua instalação. Geralmente causam micoses ditas profundas, com acometimento de vísceras ou tecidos cutâneos mais profundos. A espécie mais comumente encontrada nestes casos no território brasileiro é o Paracoccidioides brasiliensis, anteriormente denominado Blastomyces brasiliensis, daí a confusão com blastomicose, causada pelo Blastomyces dermatitis, pouco freqüente no Brasil. Interferentes: a coleta é crítica nestes casos, devendo ser realizada por profissional experiente, especialmente da interface das lesões em caso de lesões externas. A coleta de materiais internos deve ser corretamente orientada, especialmente quando se trata de escarro (prefere-se lavado ou escovado broncoalveolar). O envio de amostras de outras regiões deve ser discutido em relação à estabilização da amostra ou preparo prévio.
Referência: Negativa