Manual de exames
Nome: BLASTOMICOSE - Anticorpos (Paracoccidioidomicose)
Material: soro
Sinônimo: Paracoccidioidomicose Anticorpos
Volume: 2,0 mL
Método: Imunodifusão radial
Coleta: Jejum obrigatório. Hemólise e lipemia atuam como interferentes. Estabilidade da amostra: Temperatura ambiente: 8 horas Refrigerada (2º a 8º C): 7 dias Congelada (-20º): 3 meses
Interpretação: Uso: diagnóstico de Paracoccidioidomicose. A Blastomicose Sul-Americana (Paracoccidioidomicose), causada pelo fungo dimórfico Paracoccidioides brasiliensis, é uma doença crônica granulomatosa que virtualmente pode atingir a todos os tegumentos, causando formas superficiais, profundas e mucocutâneas. As formas pulmonares têm sido crescentemente apontadas como complicadores de pacientes imunossuprimidos. Seu diagnóstico baseia-se especialmente no isolamento e identificação do agente específico, mas, em virtude do processo cultural ser demorado, do exame de pesquisa direta apresentar baixa sensibilidade, e da forma clínica inespecífica que os casos podem assumir, algumas vezes é necessária a utilização da sorologia. A pesquisa de anticorpos anti-paracoccidioides torna-se importante quando se observam títulos muito elevados de anticorpos, ou quando existe aumento significativo de títulos entre duas coletas espaçadas. O uso desta sorologia para monitorar tratamento não é muito indicado pelo fato do decréscimo de títulos ser relativamente lento. O uso de classe IgM Específica não apresenta grande utilidade pela característica crônica do processo infeccioso.
Referência: Não reagente Pesquisa de Anticorpos anti Blastomicose (Paracoccidioidomicose).