Manual de exames
Nome: DEHIDROEPIANDROSTERONA - DHEA - Curva
Material: soro
Sinônimo: DHEA, Androstenolona, Dehidroisoandrosterona
Volume: 1,0 mL
Método: Radioimunoensaio
Coleta: Jejum obrigatório de no mínimo 4h. Colher sangue de preferência pela manhã. Anotar uso de medicamento, principalmente corticosteróide. Lipemia atua como interferente. Se não realizar no mesmo dia, congelar a amostra.
Interpretação: Uso: marcador da produção adrenal de andrógenos; avaliação da reserva adrenal após estímulo com ACTH. A dehidroepiandrosterona é sintetizada pelo córtex da adrenal, sendo seu principal andrógeno. Apresenta meia vida plasmática curta e é usualmente convertida em DHEA-sulfato. Sua produção excessiva pode estar associada a quadros de virilização com acne, hirsutismo, e conversão à testosterona. Valores aumentados: presença de tumores adrenais, síndrome de Cushing, hiperplasia adrenal congênita e adrenarca prematura. Valores diminuídos: doença de Addison, anorexia nervosa.
Referência: Homens : 1,4 a 12,5 ng/mL Mulheres : 0,8 a 10,5 ng/mL Pré puberal : 0,54 a 5,1 ng/mL Pós menopausa : 1,4 a 5,0 ng/mL