Manual de exames
Nome: IMIPRAMINA/DESIPRAMINA
Material: soro
Sinônimo: Triciclicos - antidepressivos
Volume: 4.0 mL
Método: Cromatografia Liquida de Alta Performance - HPLC
Coleta: Separar o soro e refrigerar.
Interpretação: Uso: monitoramento terapêutico e avaliação de intoxicação por imipramina. A imipramina é um dos mais populares antidepressivos tricíclicos, sendo utilizada, entre outros, para o tratamento de agorafobia e doença do pânico. O composto é metabolizado no fígado em vários compostos, incluindo a desipramina (outro composto farmacologicamente ativo). A imipramina e a desipramina apresentam atividade anticolinérgica e antihistamínica, além de serem cardiotóxicas. A imipramina atinge picos de concentração sérica em torno de 1-2 horas (desipramina 2-6 horas), com meia vida de 9-24 horas (desipramina 15-24 horas), alcançando níveis estáveis em 2-7 dias (desipramina 3-11 dias). Diferentes dosagens podem ser preconizadas para diferentes usos (por exemplo, para doença do pânico, alguns autores preconizam níveis um pouco mais elevados), além da ampla possibilidade de interações farmacológicas (mais ocorrente em pacientes idosos, especialmente por seu metabolismo hepático), o que acentua a necessidade de dosagem nestes casos.
Referência: Desipramina Nível terapeutico : 25,0 a 100,0 ng/mL Imipramina Nível terapeutico : 100,0 a 200,0 ng/mL Imipramina + Desipramina Níveis Terapêuticos : 50,0 a 500,0 ng/mL Níveis Tóxicos : > 500,0 ng/mL