Manual de exames
Nome: LEPTOSPIROSE - Anticorpos IgG (IF)
Material: soro
Sinônimo: Doença de Weil
Volume: 1.0 mL
Método: Imunofluorescencia Indireta
Coleta: Se não for realizado no mesmo dia, congelar amostra.
Interpretação: Uso: diagnóstico sorológico de infecções por Leptospira sp. A sorologia para o diagnóstico é de grande importância, uma vez que as manifestações clínicas da doença são polimórficas, dificultando, na maioria das vezes, a confirmação diagnóstica. Os anticorpos IgM são detectados 4 a 5 dias após os sintomas clínicos, podendo permanecer durante meses. O diagnóstico de leptospirose se baseia na história, no quadro clínico e nos resultados dos exames laboratoriais solicitados. O hemograma pode mostrar anemia, leucocitose com desvio à esquerda e trombocitopenia. Aumento na CPK (creatinina fosfoquinase) associada à quadro clínico sugestivo, pode ser considerado forte evidência de leptospirose.O diagnóstico é confirmado com duas amostras de soro colhidas com intervalo de 15 dias, verificando-se um aumento de 4 vezes no título da primeira para a segunda amostra. Os sintomas da leptospirose aparecem entre dois e trinta dias após a infecção, sendo o período de incubação médio de dez dias. Febre alta, sensação de mal estar, dor de cabeça constante e acentuada, dor muscular intensa, cansaço e calafrios estão entre as manifestações da doença. A partir do terceiro dia de doença pode surgir icterícia (olhos amarelados) nos enfermos que apresentam casos mais graves (cerca de 10%). Nesse grupo, aparecem manifestações hemorrágicas (equimoses, sangramentos em nariz, gengivas e pulmões) e o funcionamento inadequado dos rins, o que causa diminuição do volume urinário e, às vezes, anúria total . Alguns autores recomendam, para a imunfluorescência indireta, um título de 1/100 como cut off , com sensibilidade maior que 95% (2,3)e consideram a IFI como o teste ideal para o diagnóstico na fase aguda da doença.Usando um cut off de 1/400 ou mais, há um significante aumento da sensibilidade e especificidade para o diagnóstico laboratorial da leptospirose(3). Bibliografia -1. Joshi S, Bal A, Bharadwaj R, Kumbhar R, Kagal A, Arjunwadkar V. Role of IgM specific indirect immunofluorescence assay in diagnosing an outbreak of leptospirosis. Indian J Pathol Microbiol ;45(1):75-7,2002. 2.Appassakij H, Silpapojakul K, Wansit R, Woodtayakorn J. Evaluation of the immunofluorescent antibody test for the diagnosis of human leptospirosis. Am J Trop Med Hyg ;52(4):340-3,1995. 3.Pradutkanchana S, Pradutkanchana J, Khuntikij P. Detection of IgM specific antibody using indirect immunofluorescent assay for diagnosis of acute leptospirosis. J Med Assoc Thai ;86(7):641-6,2003.
Referência: Não reagente : títulos inferior a 1/100 Reagente: > ou = a 1/100 O isotipo de anticorpo anti Leptospira predominante é a IgM e pode permanecer positivo por vários meses (até 12-18 meses). O isotipo IgG é raramente detectado e não é considerado um bom marcador para o diagnóstico. Os anticorpos do tipo IgM podem ser detectados 5 dias após os sintomas (sensibilidade de 70%) e após 2 semanas (sensibilidade > 95%). Referencia Pradutkanchana S, Pradutkanchana J, Khuntikij P. Detection of IgM specific antibody using indirect immunofluorescent assay for diagnosis of acute leptospirosis. J Med Assoc Thai ;86(7):641-6,2003. Metodologia desenvolvida e validada pelo Alvaro Centro de Análises e Pesquisas Clínicas.