Manual de exames
Nome: TESTE DE PATERNIDADE [MÃE, FILHO (A) E SUP. PAI]
Material: sangue total com EDTA
Sinônimo: Investigação de Vínculo Genético de Filiação
Volume: 10.0 mL
Método: PCR - STR - Sequenciador ABI
Coleta: Coletar sangue total com EDTA de todas as partes participantes do teste. Caso a mãe tenha menos que 18 anos encaminhar com o material uma declaração do responsávle por ela. Quando o filho não for registrado em nome do suposto pai, é necessário uma declaração do responsável legal. Quando o filho não tiver registro deve ser encaminhado a declaração de nascido vivo.
Interpretação: Interpretação: O Laboratório Alvaro emprega em suas análises o DNA genômico extraído de leucócitos presentes no sangue dos examinandos (Suposto Pai, Mãe e Filho (a)). Para cada indivíduo determina-se os seus dois alelos de cada um dos treze locos em estudo. Na identificação de cada loco de microssatélite utiliza-se a tecnologia da PCR (Polymerase Chain Reaction, Reação em Cadeia pela Polimerase) que amplifica os locos e promove a marcação destes utilizando-se oligonucleotídeos marcados com grupos fluorescentes de quatro cores diferentes. Os alelos amplificados e marcados são analisados em sequenciador automático ABI-PRISM Genetic Analizer (sistema validado pelo TWGDAM) e seus tamanhos em pares de bases (bp) são determinados por meio de comparação com padrões previamente obtidos de DNA de comprimento conhecido. Posteriormente todos os dados são calculados estatisticamente com base em tabelas de freqüências alélicas determinadas experimentalmente numa amostra representativa da população. Nos casos de inclusão de paternidade alcança-se uma certeza maior do que 99,99% e nos casos de exclusão de paternidade a certeza é de 100%.
Referência: