Manual de exames
Nome: SEXAGEM FETAL (AMOSTRA MATERNA)
Material: sangue total com EDTA
Sinônimo:
Volume: 15,0 mL
Método: PCR (Reação em Cadeia da Polimerase) em Tempo Real - Sistema TaqMan
Coleta: IMPORTANTE: COLETA DEVERÁ SER FEITA A PARTIR DA 8 ª SEMANA DE GESTAÇÃO. Coletar 3 tubos de sangue com EDTA, enviar a amostra refrigerada, tempo máximo de transporte 48 horas. Não coletar de pacientes que tenham recebido transfusões sanguíneas nos últimos 4 meses. Enviar em tubos com EDTA sem manipulação, ou seja, tubo primario.
Interpretação: Uso :Sexagem fetal por amostra sanguinea materna Identificação de partes do cromossomo Y (DYS14) na circulação materna. Como apenas individuos do sexo masculino possuem esse cromossomo dentro de suas células, sua presença indica um menino e sua ausência uma menina. O teste pode ser realizado em qualquer fase da gravidez, a partir de 8 semanas. Métodos não invasivos para análise do sangue maternal na genética molecular tornou-se um importante campo de interesse para o diagnóstico pré-natal.
Referência: Índice de acerto do teste de determinação do sexo fetal pela análise molecular do plasma materno de acordo com o gênero apontado. Total Masc. Fem. Acertos FP* FN* Sensib. 302 143 159 298 00 04 97,2% Obs.: A sensibilidade do método é diretamente proporcional à idade gestacional. *FP : Falso Positivos *FN : Falso Negativos Referencia Clinical Chemistry (47) 10: 1856-1858 (2001) Observações : - Este exame não pode ser manuseado por pessoas do sexo masculino,pois pode alterar o resultado final da análise. - Em oito semanas de gestação a sensibilidade do método é de 90%. - Detecção do marcador DYS14 sugere feto do sexo masculino. - Não detecção do marcador DYS14 sugere feto do sexo feminino.