Manual de exames
Nome: TRIAGEM TOXICOLÓGICA
Material: urina - amostra isolada
Sinônimo: Pesquisa de Anfetaminas, barbitúricos, benzodiazep
Volume: 50,0 mL
Método: Fluorescência polarizada
Coleta: Coletar urina amostra isolada, se não realizado no mesmo dia refrigerar a amostra.
Interpretação: Uso: detecção de drogas de abuso. Drogas dosadas nesta triagem : Fenciclidina, Benzodiazepínicos, cocaina, anfetaminas, tetrahidrocanabinol, opiáceos e barbituricos. Sinonimos e susbstacias pesquisadas: Tetrahidrocanabinol: Maconha Cocaína: Cocaína , Crack e Merla Anfetaminas: Ecstasy Opiáceos: Ou drogas opiáceas são substâncias derivadas do ópio. Todas produzem analgesia (diminuem a dor) e uma hipnose (aumentam o sono). Em função disso, recebem o nome de narcóticos sendo também chamadas de drogas hipnoanalgésicas ou analgésicos narcóticos. São Classificadas como substancias entorpecentes e compreendem 3 grupos: Opiáceos naturais: Ópio, Pó de Ópio, Morfina, Codeína; Opiáceos Semi-sintéticos: Heroína Opiáceos sintéticos ou opióides: Zipeprol, Metadona Fenciclidina: A fenciclidina (PCP, pó-de-anjo) desenvolveu-se no final da década de 50 como um anestésico, um forte redutor da sensação dolorosa. O uso médico de PCP foi interrompido em 1962 porque os doentes que o tomaram apresentavam, com frequência, intensa ansiedade e delírios e alguns tornaram-se temporariamente psicóticos. A PCP apareceu como droga de rua em 1967 e, frequentemente, foi vendida fraudulentamente como marijuana. Toda a PCP disponível hoje na rua é sintetizada ilegalmente. Psicofarmacos: Embora os psicofarmacos compreendam varios grupos de medicamentos, este teste detecta 2 grupos especificamente, que são os mais utilizados na pratica médica e com maior potencial em causar dependência. São pesquisados: Barbitúricos Benzodiazepínicos
Referência: Negativo