Manual de exames
Nome: VDRL - Lues
Material: soro
Sinônimo:
Volume: 1,0 mL
Método: ver Valores de Referência
Coleta: Jejum de 4 horas. Se o exame não for realizado no mesmo dia refrigerar a amostra. Lipemia pode atuar como interferente.
Interpretação: Uso: diagnóstico e acompanhamento da terapêutica em pacientes com sífilis. São obtidos títulos elevados (>1/32) nas fases primárias ou secundárias da doença, tendendo a se normalizar após o tratamento. Títulos baixos (1/1, 1/4) podem permanecer após o tratamento, caracterizando uma cicatriz sorológica. No líquor, um resultado VDRL reagente quase sempre indica uma infecção sifilítica passada ou presente no sistema nervoso central. Resultados positivos devem ser interpretados com cautela, visto que resultados falso-positivos podem ser observados em outras patologias (ex: doenças autoimunes) e em algumas condições fisiológicas (ex. gravidez). Esta condição é mais rara quando se utilizam testes treponêmicos.
Referência: Não reagente Resultados Não Reagentes são decorrentes de triagem sorológica Negativa, utilizando-se o teste treponêmico quimioluminiscente automatizado IgG/IgM - Syphilis TP Abbott, portanto, este resultado exclui infecção por T. pallidum. Casos específicos com resultados anteriores positivos (VDRL), entrar em contato com a Unidade de Relacionamento solicitando uma complementação com o teste cardiolipínico (floculação).